4 de junho de 2010

Das bocas, palavras, acordes e batidas de pessoas queridas



Último verão nós tocamos árvores através da placa
Mas pela queda será uma história encoberta
Agora nas lojas
Faça de nós garotos do poster do teu quarto
Mas nós não estamos fazendo um discurso aceitável
Eu achei o lugar mais seguro pra guardar todos os nossos segredos
Todo ponto vem para atualizar o jornal

Então vida longa aos acidentes do coração
Chorando no sofá até que os poetas voltem a vida
Me conserte em 45

Eu posso jogar seus problemas fora
Com um sentimento e uma onda
Da minha mão
Porque esse é exatamente o tipo de garoto que eu sou
A única coisa que eu não fiz ainda foi morrer
E isso sou eu e minha senha ao pós-vida
Multidões são ganhas, perdidas e ganhas de novo...
Mas nossos corações batem para serem duros de matar

Então vida longa aos acidentes do coração
Chorando no sofá até que os poetas voltem a vida
Me conserte em 45

Então vida longa aos acidentes do coração
Chorando no sofá até que os poetas voltem a vida
Me conserte em 45



Thriller - Fall Out Boy

2 comentários:

Anônimo disse...

De qual cd é essa música mesmo? :)

Pi disse...

nao estranha, mas tava lendo uns textos do meu blog antigos e simplesmente senti uma necessidade gigantesca de escrever aqui, nao sei como te explicar mesmo pulinha. Uma vez voce disse uma frase que nunca me pareceu tao real como agora " sinto que vou perder voces muito rapido" e eu to sentido isso... perdendo tudo muito rapido. Desculpa ta falando isso, mas foi mas que uma vontade, uma necessidade. Apesar da nossa amizade nao ser nem parecida do que era antes vou guardar sempre no coração todos os momentos , todas as conversas e todas as historias que tivemos, tanto no blog quanto na escola. Paulinha, fizeste literalmente parte da minha vida. Es muito especial, mesmo, mesmo,mesmo.
Pietra
Ps: desculpa por isso